Termo de cooperação com MP-BA será assinado nesta sexta-feira (18)

18/05/2012
Fonte: 
SaferNet Brasil
Autor: 
SaferNet Brasil
Veículo de Imprensa: 
SaferNet Brasil

A asinatura será feita durante o seminário “18 de Maio. Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, a ser realizado no Ministério Público do Estado da Bahia

Na ocasião, a Bahia criará uma rede para enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil

Nesta sexta-feira, 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, será assinado o Termo de Cooperação Técnica, Científica e Operacional entre a Safernet Brasil e o Ministério Público do Estado da Bahia. Na oportunidade, será assinado também um ato normativo que institui a Rede Interinstitucional de Prevenção e Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, no âmbito do MP-BA.

As duas ações integram a programação do seminário “18 de Maio. Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, a ser realizado no Auditório do MP-BA, em Nazaré, das 8h30 às 17h30. Neste evento, o presidente da Safernet Brasil, Thiago Tavares, abordará os desafios do combate e prevenção da violência sexual na Internet.

Também participarão do seminário a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca), promotora de Justiça Márcia Guedes; o integrante do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Criança e Adolescente, Waldemar Oliveira; e o diretor de Logística do Derba, José Carlos Rodrigues. Promotoras de Justiça da Infância que atuam na comarca de Salvador, Ana Bernadete Andrade, Luscínia Queiroz e Livia Torres apresentarão um painel, abordando o atendimento do MP a crianças e adolescentes vitimizados. O fluxo do Disque 100 nas denúncias de violência contra esse público será o tema da palestra do promotor de Justiça do Paraná, Murillo Digiácomo, que falará ainda sobre novos rumos.

O “18 de Maio”
A data foi definida pela lei federal nº 9907, de 17 de maio de 2000, que instituiu o 18 de maio como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Criança e Adolescente”. Foi em de 18 de maio de 1973 que uma menina capixaba foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada durante uma orgia. Assim, a data tem por objetivo mobilizar a sociedade brasileira na luta em prol dos direitos de crianças e adolescentes e e pelo fim da violência sexual. Termo de cooperação com MP-BA será assinado nesta sexta-feira (18)
A asinatura será feita durante o seminário “18 de Maio. Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, a ser realizado no Ministério Público do Estado da Bahia

Na ocasião, a Bahia criará uma rede para enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil

Nesta sexta-feira, 18 de maio, Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, será assinado o Termo de Cooperação Técnica, Científica e Operacional entre a Safernet Brasil e o Ministério Público do Estado da Bahia. Na oportunidade, será assinado também um ato normativo que institui a Rede Interinstitucional de Prevenção e Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, no âmbito do MP-BA.
As duas ações integram a programação do seminário “18 de Maio. Esquecer é Permitir, Lembrar é Combater”, a ser realizado no Auditório do MP-BA, em Nazaré, das 8h30 às 17h30. Neste evento, o presidente da Safernet Brasil, Thiago Tavares, abordará os desafios do combate e prevenção da violência sexual na Internet.
Também participarão do seminário a coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente (Caoca), promotora de Justiça Márcia Guedes; o integrante do Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Criança e Adolescente, Waldemar Oliveira; e o diretor de Logística do Derba, José Carlos Rodrigues. Promotoras de Justiça da Infância que atuam na comarca de Salvador, Ana Bernadete Andrade, Luscínia Queiroz e Livia Torres apresentarão um painel, abordando o atendimento do MP a crianças e adolescentes vitimizados. O fluxo do Disque 100 nas denúncias de violência contra esse público será o tema da palestra do promotor de Justiça do Paraná, Murillo Digiácomo, que falará ainda sobre novos rumos.

O “18 de Maio”
A data foi definida pela lei federal nº 9907, de 17 de maio de 2000, que instituiu o 18 de maio como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Criança e Adolescente”. Foi em de 18 de maio de 1973 que uma menina capixaba foi sequestrada, espancada, estuprada, drogada e assassinada durante uma orgia. Assim, a data tem por objetivo mobilizar a sociedade brasileira na luta em prol dos direitos de crianças e adolescentes e e pelo fim da violência sexual.