Quanto menor a criança, menor deve ser o tempo on-line

06/10/2011
Fonte: 
http://www1.folha.uol.com.br/tec/986035-quanto-menor-a-crianca-menor-deve-ser-o-tempo-on-line.shtml
Autor: 
Thiago Fernandes
Veículo de Imprensa: 
Folha Online

"O João Pedro acha que a vida é touchscreen, tenta controlar tudo tocando na tela e nem olha para o teclado."

É assim que a engenheira Katia Ferreira, 40, fala da relação de seu filho caçula, de 4 anos, com o mundo digital. O interesse de pequenos como João Pedro pela tecnologia suscita a pergunta: há idade mínima para uma criança ter seu primeiro computador?

  Letícia Moreira/Folhapress  
Sabrina Zenario, 37, com sua filha Catarina, 6; computador que a menina usa fica na sala, e mãe monitora uso
Sabrina Zenario, 37, com sua filha Catarina, 6; computador que a menina usa fica na sala, e mãe monitora uso

Para o psicólogo Rodrigo Nejm, da ONG Safernet Brasil, a resposta passa primeiro pela avaliação dos pais sobre a maturidade do filho: "O importante é nunca perder de vista que o computador te conecta à maior praça pública do planeta, que é a internet".

"E, como você não deixaria seu filho sozinho na rua, não deve deixá-lo sozinho na internet", acrescenta Nejm.

O professor Nelson Pretto, que estuda educação e tecnologia na UFBA (Universidade Federal da Bahia), concorda que esse acompanhamento é necessário até que a criança tenha compreensão de que a internet oferece riscos.

Mesmo com a ressalva, ele destaca a importância do uso dos recursos eletrônicos pelos pequenos.

"A tecnologia tem um papel fundamental na formação das crianças. Formamos nossos jovens para viver no mundo contemporâneo. E esse mundo é cercado de tecnologia", defende Pretto.

E, mesmo que o filho tenha o próprio computador, os pais devem sempre tentar monitorá-lo on-line.

AO ALCANCE DA VISTA

Nesse sentido, Nejm recomenda deixar o computador na área comum da casa. Para a criança ter computador no quarto, "somente a partir de uns 10, 11 anos, após ter sido acompanhada pelos pais desde os cinco, seis", indica.

Os especialistas ressaltam que não há uma idade mínima para usar computador, mas chamam a atenção para o equilíbrio entre as atividades da criança.

"O computador deve ser usado para somar, e não para substituir as brincadeiras e obrigações infantis. Se ela só quer ficar no computador, não sai de casa, não brinca com outros garotos, certamente essa relação está sendo prejudicial", alerta Nejm.

UMA HORA POR DIA

Para Pretto, "quanto menor a criança, menor deve ser o tempo para ela usar o computador". Na avaliação dele, o ideal é não passar de uma hora por dia até ao menos os dez anos de idade.

A arquiteta Sabrina Zenario, 37, tem tudo isso em mente quando sua filha Catarina, 6, pede para visitar o site da Barbie, seu preferido. "Estou sempre junto. Ela só usa com a supervisão de um adulto".

O computador que elas usam fica na sala e, oficialmente, pertence a toda a família. Mas Catarina tem outra opinião. "Ah, ela sempre diz que o computador é dela", reconhece a mãe.