Página do assassino do Rio foi retirada

05/05/2011
Veículo de Imprensa: 
Veículo Nacional

A página do Orkut que defendia o assassino que matou 12 crianças numa escola de Realengo, no Rio de Janeiro, foi uma das 284 retiradas da rede social entre os dias 7 e 21 de abril, depois de denúncia da Safernet.

Essas denúncias se referem a todo tipo de conteúdo, incluindo várias páginas com apologia ao massacre e ao atirador.

A SaferNet Brasil é uma associação sem fins lucrativos, vinculação política, religiosa ou racial, fundada em 20 de dezembro de 2005 por um grupo de cientistas da computação, professores universitários e pesquisadores.

Ela criou a Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos (www.denuncie.org.br) que, desde 2006, recebe e encaminha denúncias anônimas sobre qualquer crime ou violação aos Direitos Humanos praticado por meio da Internet.

O serviço, operado em parceria com o MPF, o DPF e o Disk 100 do Governo Federal, atende aos rígidos padrões técnicos e operacionais fixados pelos organismos de padronização e certificação internacionais.

A SaferNet também criou uma nova seção no portal, contendo Dicas de segurança para os internautas, Glossário de termos para entender os perigos na rede, Cartilha de orientação e um Canal de Cadastro para as oficinas, cursos e palestras.

Veja em www.safernet.org.br/site/prevencao