Fotos íntimas na internet? Se liga nessa roubada!

06/05/2011
Fonte: 
http://www.arede.inf.br/inclusao/edicoes-anteriores/179-edicao-no-69-maio2011/4216-hipernovas
Autor: 
Da Redação
Veículo de Imprensa: 
Veículo Nacional

Uma moda que está bombando no exterior chega ao Brasil. Com graves consequências. Batizado de sexting (em inglês, sex + texting, ou, sexo + envio de texto), o fenômeno começou com o compartilhamento, entre  adolescentes, de fotos e textos de conteúdo sexual, via mensagem de celular. Agora a “moda” chegou à internet. Em alguns casos, a publicação não tem o consentimento da vítima. Recentemente, no Rio Grande do Sul, uma adolescente concordou em ser filmada pelo namorado e depois de terminado o namoro as imagens foram distribuídas pela rede. Uma pesquisa feita em 2009 pela Safernet, organização não-governamental de defesa dos direitos humanos na internet, apontou que 12% dos jovens entrevistados admitiram ter publicado fotos íntimas na internet. “O jovem acha legalzinho e não pensa na exposição. E o pior é que depois essas imagens costumam ser usadas por redes de pedofilia”, alerta Rodrigo Nejm, diretor de prevenção da Safernet.