CAPRICHO revela dados importantes sobre exposição de adolescentes na Internet

10/10/2011
Fonte: 
http://www.inteligemcia.com.br/49954/2011/10/06/capricho-revela-dados-importantes-sobre-exposicao-de-adolescentes-na-internet/
Autor: 
Clarissa Gaiarsa
Veículo de Imprensa: 
Veículo Nacional

Enquete realizada no site CAPRICHO.com.br comprova que as adolescentes brasileiras expõem suas vidas sem medo nas mídias digitais. O resultado da pesquisa é parte da campanha “Internet Sem Drama”, cujo principal objetivo é motivar a segurança e a consciência online das adolescentes brasileiras. A iniciativa é uma parceria da marca teen com a instituição Childhood Brasil e a agência de publicidade CuboCC.

A enquete, que contou com mais de 3.500 respostas revelou dados que podem tornar-se fonte de problemas dos quais as garotas nem sempre se dão conta:

> mais de 78% das adolescentes tem amigos na Internet que não conhecem pessoalmente

> quase 50% delas tem de 1 a 5 amigos virtuais.

> Mais da metade das garotas encontrou ou tem vontade de encontrar alguém que conheceu online.

> 25% delas já abriu a webcam para quem não conhecia pessoalmente

> 44,42% das adolescentes entrevistadas já se apaixonaram por alguém que conheceram na Internet e mais de 17% se iludiram também com esses amigos.

> 20% delas já deram o número de telefone para esses amigos virtuais

> 61,75% adicionam qualquer pessoa no MSN ou Facebook mesmo sem conhecê-la

> 32,57% mantêm perfis abertos no Twitter e Facebook

> 34,25% expõe informações como nome do colégio e membros da família.

> Mais de 90% das meninas já receberam um pedido para mostrar-se sem roupa na webcam.

“A grande questão é que, para as adolescentes, o universo virtual já foi totalmente incorporado à vida e à rotina. Mas as garotas expõem mais na internet que na vida real. E não tem a menor ideia de quem está acessando esse conteúdo e de que ele fica na rede para sempre”, diz Tatiana Schibuola, diretora de redação de CAPRICHO. Além dos riscos corriqueiros, como ter uma foto íntima divulgada para milhões de pessoas, as implicações da exposição online pode ir além: a maior parte dos crimes de Internet está relacionada à pedofilia e um levantamento de dados da Polícia Federal constatou que, em 2010, o Brasil alcançou o quarto lugar no ranking de países com maior índice de pedofilia virtual.

Para alertar os adolescentes dos riscos que correm e conscientizá-los a usar as mídias digitais de maneira mais  segura, CAPRICHO lançou, na semana passada, a campanha Internet Sem Drama. A campanha começou com a exibição do filme Confi@r (Trust) no Auditório da Editora Abril seguido de debate com a presença de Tamara Foresti, editora de comportamento da Capricho; Ana Maria Drummond, diretora executiva da Childhood Brasil; Caio Almeida, coordenador de TI da Safernet Brasil; Neide Oliveira, procuradora do Ministério Público Federal (do grupo de combate aos crimes de divulgação de pornografia infanto-juvenil e racismo na Internet); e da psicóloga Renata Libório, da Unesp, organizadora do livro A exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil.

A partir da segunda etapa, a campanha contará com editoriais na Revista CAPRICHO e no site capricho.com.br, além de anúncios criados especialmente pela agência CuboCC nas plataformas impressa e digital, com uma ação interativa.

CAPRICHO: uma das maiores marcas jovens do Brasil

Apesar de ter a revista como alicerce, cuja circulação chega a 201 mil exemplares por edição e atende 2,8 milhões de leitoras, a marca CAPRICHO estendeu sua atuação e passou a explorar outras plataformas. A premissa é estar onde a garota brasileira está. Na internet: o site oficial conta com mais de 100 milhões de Page Views e 3,8 milhões de unique visitors (Google Analytics de junho/2011) e tem forte presença em 10 tipos diferentes de redes sociais. No celular: o conteúdo mobile via SMS é assinado por 432 mil pessoas. Na TV: o programa Temporada de Moda é líder de audiência no público-alvo entre os canais por assinatura e o reality show Colírios CAPRICHO, que estreou em junho de 2010, fez grande sucesso na MTV. Na balada: o evento anual NoCapricho atrai cerca de 15 mil jovens a cada edição. Periodicamente, também são lançados produtos exclusivos, com tudo o que a garota brasileira quer: Especiais de celebridades teens, Guia de Viagem, DVDs, entre outros.

Childhood Brasil

A Childhood Brasil é uma instituição brasileira que faz parte de uma organização internacional fundada pela Rainha Silvia da Suécia. Há doze anos trabalha com excelência e estratégia para enfrentar a exploração e o abuso sexual em conjunto com empresas, governos e comunidades. A organização apoia projetos, desenvolve políticas públicas e transforma a vida de muitas crianças e adolescentes. Com 19 programas próprios e 66 projetos apoiados até o momento, a Childhood Brasil já beneficiou mais de 1,3 milhão de pessoas entre crianças, adolescentes, seus familiares e profissionais de diversos setores.
www.childhood.org.br

Cubo CC

Fundada em 2004 como um produtora digital, a CUBOCC chega ao sexto ano como uma empresa full service e um mix de agência e produtora com a proposta de ajudar a modelar o futuro da comunicação misturando diferentes disciplinas para entregar soluções de comunicação integrada para seus clientes. Parte da Interpublic (IPG) desde março/10, a agência trabalha focada em 4 grandes clientes: Google, Unilever, KraftFoods e Pepsico com um quadro de mais de 140 funcionários. “Buscamos com os nossos clientes desenvolver um alto envolvimento em seus negócios para reinventar o modo que criamos, produzimos e distribuimos experiências para os maiores resultados de marketing” diz Roberto Martini, CEO/CCO da agência.